PEELING DE ÁCIDO RETINÓICO - VITACLIN

Peeling de Ácido Retinóico

VitaclinEstética FacialPeeling de Ácido Retinóico

Peeling de Ácido Retinóico

Saiba mais sobre o peeling de ácido retinóico e conheça melhor as vantagens desse tratamento!

Saiba mais sobre o peeling de ácido retinóico e conheça melhor as vantagens desse tratamento!

Informações básicas

• O que é peeling de ácido retinóico?

Peeling de Ácido Retinóico

O peeling de ácido retinóico é um tratamento estético bastante eficiente, que utiliza um dos compostos mais conhecidos entre as substâncias utilizadas em peelings químicos.

A ação promovida pelo ácido é responsável por eliminar os principais sinais do fotoenvelhecimento. Além disso, o procedimento estimula a produção de colágeno.

Entre os sinais mais comuns do envelhecimento da pele é possível destacar: as rugas finas, a hiperpigmentação, as manchas, as sardas, a aspereza e as irregularidades na pele.

A realização do peeling de ácido retinóico também é bastante indicada para os pacientes que sofrem com os efeitos das acnes, como é o caso das manchas, das cicatrizes e da oleosidade.

• Peeling de ácido retinóico é um peeling químico?

Peeling de Ácido Retinóico

O peeling de ácido retinóico é um tipo de peeling químico cuja substância utilizada é derivada da vitamina A. Os peelings químicos são tratamentos que têm como objetivo renovar as camadas danificadas da pele.

As substâncias utilizadas durante esse tipo de tratamento podem variar de acordo com o objetivo e as necessidades do paciente. No caso do peeling de ácido retinóico, o principal objetivo é tratar os sinais do envelhecimento da pele.

Além do ácido retinóico, os peelings químicos podem ser realizados com outros tipos de substâncias. Entre elas, destacam-se: o ácido glicólico, o ácido salicílico, entre outros.

Sobre o tratamento

• Como funciona o peeling de ácido retinóico?

Peeling de Ácido Retinóico

Antes da aplicação do peeling de ácido retinóico é importante que haja uma preparação da pele. A pessoa submetida ao tratamento deve realizar a aplicação de cremes pré-peeling para otimizar os resultados do procedimento.

Todas essas orientações, assim como a realização do peeling, devem ser realizadas por um profissional qualificado. Para esse tipo de tratamento, vale a pena consultar um dermatologista ou esteticista.

A escolha do profissional pode influenciar a concentração de produto utilizado durante o procedimento. O nível de ácido utilizado durante o peeling pode variar de acordo com o quadro apresentado.

É importante lembrar que os níveis mais altos de concentração do ácido retinóico devem ser aplicados apenas em consultório dermatológico, sob a supervisão do profissional.

Após a definição do nível de ácido utilizado, o profissional realiza a aplicação do produto. O paciente deve aguardar de 2 a 6 horas, aproximadamente, para realizar a retirada do peeling de ácido retinóico, em sua própria casa.

• Quais as vantagens do peeling de ácido retinóico?

Peeling de Ácido Retinóico

As principais vantagens obtidas após a realização do peeling de ácido retinóico são: suavização das rugas e estrias, redução na oleosidade da pele, prevenção do aparecimento de cravos e espinhas e melhora no aspecto da pele.

• Quais os cuidados após o procedimento?

Com a retirada do produto, a pele do paciente pode apresentar certa vermelhidão e sensibilidade. Além disso, é normal que ocorra descamação da pele. É fundamental utilizar protetor solar e evitar exposição excessiva ao sol.

A utilização de cremes hidratantes também é uma boa alternativa. Apesar disso, é importante que todos os produtos utilizados antes e após o procedimento sejam avaliados pelo profissional responsável.

• Quanto tempo dura o tratamento?

A preparação para o peeling de ácido retinóico é iniciada pelo paciente, em casa, com a aplicação de cremes indicados pelo profissional. No consultório ou clínica, o profissional é responsável pela aplicação do produto. O tempo de ação varia entre 2 e 6 horas e a retirada é realizada pelo paciente.

Perguntas frequentes

• Existem contraindicações para o peeling de ácido retinóico?

Sim. O peeling de ácido retinóico não é indicado para os pacientes que apresentam pele muito sensível, com ferimentos ou herpes ativo, gestantes e pessoas com sensibilidade ao ácido retinóico.

• Em quantas sessões o peeling é realizado?

O número de sessões necessárias pode variar de pessoa para pessoa. Em geral, são realizadas de 3 a 6 sessões, com intervalos de até duas semanas entre elas. Apenas o profissional responsável pode definir os detalhes com exatidão.

• Devo hidratar a pele antes e depois do peeling?

Sim, deve. A hidratação é fundamental para a saúde da pele como um todo. Após a realização do peeling, a hidratação da pele auxiliará na retirada de restos de resíduos, na redução do edema e na regeneração da pele.

• Posso utilizar outros cosméticos após o peeling?

Depois de realizar o peeling de ácido retinóico, a pele fica bastante sensível. Por esse motivo, qualquer produto utilizado no local deve ser avaliado pelo profissional responsável para que não haja nenhum risco para a pele.

Apesar disso, após a realização do procedimento a penetração de outros tipos de agentes químicos fica mais fácil. Dessa forma, outros tratamentos para o fotoenvelhecimento têm seus resultados potencializados.

• Peeling químico é o mesmo que limpeza de pele?

Não. A limpeza de pele tem o objetivo de remover as impurezas e os cravos da pele, do rosto e das costas. Já o peeling químico consiste na renovação total uma determinada camada da pele.

• Peeling de ácido retinóico dói?

O peeling químico não dói, mais o produto utilizado pode provocar uma sensação de ardência e queimação na pele. No entanto, não ocorre nenhum tipo de dor ou desconforto que necessite de sedação ou anestesia.

• O efeito do peeling com ácido retinóico é imediato?

Para que os resultados do peeling químico sejam notados é necessário que haja a descamação e a renovação da pele, em primeiro lugar. Dessa forma, a camada que se forma após o tratamento fica visível em cerca de 10 a 15 dias após o tratamento.

• Todo tipo de pele pode realizar o peeling com ácido retinóico?

Não. A pele negra, por exemplo, não responde bem ao tratamento. Em geral, esse tipo de pele acaba manchado após a aplicação do produto. É importante consultar um profissional para que ele indique a melhor opção de tratamento.

• Quais os tipos de peeling de ácido retinóico?

O peeling de ácido retinóico, assim como outros exemplos de peelings químicos, pode ser dividido em três tipos: peeling químico superficial, peeling químico médio e peeling químico profundo.

O peeling químico superficial consiste na renovação da camada mais superficial da pele. O procedimento é utilizado no tratamento de manchas e cicatrizes de acnes ou ruga superficiais.

O peeling químico médio, por sua vez, é utilizado para realizar a remoção da camada média da pele. O tratamento é indicado em casos de manchas, acnes e rugas mais profundas.

Já o peeling químico do tipo profundo tem como objetivo promover a remoção e a renovação de uma camada mais profunda da pele. O procedimento é realizado para tratar os efeitos da radiação, além de acnes e cicatrizes mais profundas.

• Quanto custa o peeling de ácido retinóico?

De modo geral, não é possível dizer com exatidão o preço de um procedimento como o peeling de ácido retinóico. A melhor opção é consultar um profissional qualificado, para que ele possa avaliar o caso e definir o preço cobrado.

O valor cobrado pela realização de um peeling com ácido retinóico deve considerar o número de sessões necessárias. O número de sessões, por sua vez, é definido de acordo com o grau de comprometimento da pele do paciente.

• Posso realizar o peeling de forma caseira?

Não é recomendado. Qualquer tipo de procedimento estético ou dermatológico que faça uso de ácidos deve ser orientado por um profissional capacitado. Dessa forma, é possível evitar prejuízos para a pele.

O dermatologista ou esteticista responsável pelo tratamento deve avaliar o tipo de pele do paciente. Após a avaliação minuciosa, é possível indicar o melhor procedimento para cada caso e realizar as recomendações adequadas.

Em alguns casos, o dermatologista pode recomendar a utilização de cremes que possuam uma determinada quantidade de ácido retinóico. No entanto, a concentração é bem mais baixa do que a utilizada em consultório.

• Em quais partes do corpo o peeling é realizado?

É muito comum que os peelings sejam realizados no rosto, onde os sinais do envelhecimento são mais visíveis. No entanto, o procedimento pode ser realizado em outras partes do corpo como o colo, as costas e as pernas.

• Peeling com ácido retinóico pode ser feito no verão?

Pode desde que sejam tomados alguns cuidados. Os raios solares em excesso e sem proteção são bastante maléficos para a pele. Uma das principais consequências é o envelhecimento.

Como a pele fica bastante sensível após a realização do peeling de ácido retinóico, a ação do sol acaba sendo potencializada. Por esse motivo, é fundamental a utilização do filtro solar e evitar exposição ao sol por algum tempo.

• Peeling com ácido retinóico resolve todos os problemas?

Não. O peeling de ácido retinóico é indicado especialmente para o tratamento dos sinais do fotoenvelhecimento.

O envelhecimento da pele é um processo natural para todos, conhecido como intrínseco. No entanto, a pele também é afetada pelos danos causados pela radiação ultravioleta, ou seja, o fotoenvelhecimento.

• Quando realizar um peeling de ácido retinóico?

O peeling de ácido retinóico é indicado para o tratamento de sinais do envelhecimento, como rugas e perda na elasticidade da pele. Além disso, pessoas que sofrem com acnes, manchas e cicatrizes também podem ser beneficiadas com o tratamento.

• Peeling com ácido retinóico combate estrias?

Peeling de Ácido Retinóico

O peeling com ácido retinóico pode ser utilizado no tratamento de estrias. A descamação da pele e a estimulação de colágeno, promovidas pelo procedimento, apresentam bons resultados na suavização das estrias.

• Qual a diferença entre o peeling químico e o peeling físico?

Os peelings conhecidos como físicos também são bastante eficientes em tratamentos estéticos e dermatológicos. A principal diferença está na ação promovida pelo procedimento.

Enquanto os químicos, como é o caso do peeling de ácido retinóico, têm como objetivo promover uma descamação da pele, os peelings físicos consistem em uma esfoliação.

Em ambos os casos, no entanto, ocorre uma renovação celular e a pele renovada fica mais rejuvenescida e aberta para a ação de outros ativos.

• Ácido retinóico, retinaldeido e retinol são a mesma coisa? 

O retinaldeido e o retinol são duas substâncias derivadas do ácido retinóico. No caso do retinaldeido, quando o produto é aplicado na pele se converte em ácido retinóico pelas enzimas presentes na pele.

Já o retinol, que também é um precursor do ácido retinóico, deve ser convertido primeiro em retinaldeido para depois ser transformado em ácido retinóico pelas enzimas da pele do paciente.

• Qual a melhor época do ano para fazer peeling de ácido retinóico?

O peeling de ácido retinóico pode ser realizado em todas as épocas do ano. Apesar disso, é fundamental que os cuidados com a pele sejam redobrados durante o verão.

Afinal, após o procedimento a pele fica muito mais sensível, e os raios solares são bastante prejudiciais para a pele. Por isso, é importante aumentar a proteção fazendo uso de filtros solares com um fator mais alto durante essa época do ano.

• Peeling de ácido retinóico pode ser feito mais de uma vez?

Sim, desde que seja recomendado por um profissional qualificado. O número de sessões necessárias para eliminar ou suavizar os sinais desejados pode variar de um paciente para outro.

Vale lembrar que, caso seja necessária a realização de mais de uma sessão de peeling de ácido retinóico, é preciso que haja um intervalo entre elas. Dessa forma, a pele pode se recuperar da descamação e é possível evitar lesões.

• Peeling com ácido retinóico esfolia a pele?

Peeling de Ácido Retinóico

Não. O peeling de ácido retinóico causa descamação e vermelhidão na pele, mas não ocorre nenhum tipo de esfoliação do local onde a substância foi aplicada. Tanto a descamação quanto a vermelhidão são efeitos colaterais.

O efeito de esfoliação da pele normalmente é obtido com a realização dos peeling físicos. Os dois tipos de peeling podem ser combinados, mas é preciso que haja um intervalo e que seja indicado por um profissional.

• Qual profissional pode realizar o peeling?

É fundamental que um dermatologista avalie a pele do paciente antes da realização do procedimento. No caso do peeling de ácido retinóico, por exemplo, um dermatologista e até um cirurgião-plástico pode realizar o procedimento.

Esteticistas também são profissionais aptos a realizarem procedimentos estéticos. Contudo, é preciso considerar a qualificação da pessoa e o tipo de tratamento realizado.






ATENDIMENTO ON-LINE LIGUE AGORALIGUE AGORA 41 3026.2626
AGENDE SUA AVALIAÇÃO GRÁTIS

Agende sua Avaliação Grátis e saiba mais sobre estes e outros tratamentos de Estética Avançada Vitaclin.



RECEBA NOSSAS NOVIDADES E OFERTAS


Receba nossas
novidades e ofertas




MAIS BUSCADOS

Limpeza de pele por hidrossucção
Toxina Botulínica
Peeling de Ácido Retinóico
Celulite
Acne
Depilação a Laser
Gordura na axila
Carboxiterapia

MAIS ACESSADOS

Vita Lipo
Preenchimento com Ácido...
Estrias
Calvície
Peeling medios
Rugas
Luz Pulsada
Escleroterapia

PROCEDIMENTOS

Estética Facial
Estética Corporal
Spa/Massagem
Depilação a laser

INSTITUCIONAL

Sobre Nós
Fale Conosco

AVALIAÇÃO GRATUITA

41 3026.2626
41 98777.0003

Av Sete de Setembro, 5881 Batel, Curitiba - PR